Quem sou eu

Minha foto
Mulher feminina autentica, Não tenho a intenção de me esconder somente não vou me poupar de palavras .

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Desgostar

Se eu não sou o que pensou eu me liberto, não insisto, vou viver outros amores. Com o tempo nem a saudade restara. Desgostar de quem não nos gosta é mais que simplesmente virar a pagina é se preparar para um novo alguém um novo ciclo, reconhecer que chegou ao fim é permanecer de pé, e deixar pra traz o que não deu certo. Desgostar é ficar livre para o novo gostar precisa ser feito aos poucos para não traumatizar.
Mudanças mesmo que para melhor pode causar amarguras, pois ficou parte dos sonhos, isto é como morrer devagar. É preciso querer viver.

Isto não quer dizer que a vontade passe, nem que o momento passa, quem ficou foi à pessoa todos os planos ainda serão possíveis com uma nova pessoa. Aquela pessoa era só mais uma pessoa, já que não existem príncipes e princesas o encanto uma hora acaba.

Quando um infortúnio ameaça é preciso entrar em intimo com as próprias vontades, doar-se em momentos para apagar as lembranças e parar de sentir com o coração, saudade é um sentimento pequeno à dor é momentânea é preciso encarar tudo de forma real.
Tudo tem começo e meio dizer adeus é ter um outro começo não há fim, não há limites, só se ganha aquilo que se sabe perder, o que soube usar, se não deixar pra traz não se vai para frente. Agente muda, o sentimento acaba, ainda de pé eu sempre escuto a pergunta.
– Como você ainda Sorrir
e eu, sorrindo respondo.
- Porque eu treino o desapego


"Quando você se faz responsável pelos outros,
acaba se tornando irresponsável consigo mesmo".
Luis Gasparetto.

48 comentários:

Vanessa Souza Moraes disse...

Ácido.

Arnoldo Pimentel disse...

Oi, tem selos de presente pra você em meus blogs

palavrasnosventos.blogspot.com

haikainosventos.blogspot.com

beijos

Feeling what the other feels disse...

Insana querida. Que verdade de sentimento descrita em palavras. É exatamente assim. Temos que dar lugar para a razão, e deixar que o sentimento passe. Muitas vezes quem você ama não te faz feliz. E é necessário deixar a situação passar e seguir a vida. Muita gente faz o contrário, preserva o sentimento, e estaciona. Esquece que a vida, não para. Um ótimo dia pra ti. É sempre bom ler-te. Bjs.

Ju Fuzetto disse...

Intenso....


beijo linda flor

Pólen Radioativo disse...

Acho que para o fim de tudo (que não deu certo) faz-se necessário um período de luto. Amor, trabalhos, projetos... Mas esse luto é pra reflexão (o tempo é o de cada um), pra que a tristeza e o qualquer mágoa ou racor do que deu errado passe.
O desapego é imprescindível!!!

Adorei o blog.

Beijos...

*lua* disse...

Ai ai ai, precisava ouvir isso, de verdade ... pena que não consigo treinar muito meu desapego ... Ave Maria!!! Beijo flor

Wanderley Elian Lima disse...

É minha amiga, mas as vezes desgostar não é tão fácil assim, a gente até que tenta, mas nem sempre consegue.
Beijos

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Diz.gostar, mas já não... a idéia é desprecisar... Belo! ;)

Viviane Moraes disse...

Só treinando

=D

Nini C . disse...

Caramba que lindo... "Poq eu treino o desapego." Me encantei. Beijos.

Paula Barros disse...

Gostei desta frase de Gasparetto. Ou nos cuidadamos, nos valorizamos, gostamos da gente, ou vamos sofrer, deixar o outro nos fazer sofrer, é nos abandonar.

beijo

Analuz disse...

Seu blog é realmente encantador...

Sempre que possível passo por aqui, apesar de não comentar...

Abraço!

Ribeiro Pedreira disse...

desgostar é uma questão, acima de tudo, de talento.
bjs!

Braulio Pereira disse...

gosto de ler-te


beijos!!!

Daniel Savio disse...

O desapego é importante, mas não quando envolve a nossa felicidade...

Fique com Deus, menina Insana.
Um abraço.

Luna Sanchez disse...

De-sa-pe-go.

Não conheço palavra mais ingrata do que essa, sinceramente.

Beijo, beijo.

ℓυηα

Dois Rios disse...

Decisão. Definição. Propósito.
Esses três elementos são fundamentais para que a vida siga o seu fluxo sem muita dor. Não deu? Paciência! A fila anda, né mesmo?

Beijo,
Inês

Marilu disse...

Querida amiga, desgostar muitas vezes é difícil demais, causa muita dor e sofrimento...mas o importante é tentar ser feliz novamente...Beijocas

Vanderson disse...

Treinar o desapego é preciso!
Abraçoo!

Pistoleiro Corvo disse...

"Essa metarmofose ambulante.."

Socorro disse...

Realmente o tempo se encarrega de tudo, nem a saudade bate mais na sua porta! Mesmo que tenha ficado partes dos sonhos não vividos e sim interrompidos.
É bom colocar o coração para bombar mais, para esquecer e desgostar de quem só passou em nossas vidas!
Quem ama, não tem fim, apenas o amor muda de endereço.
Vai treinando que dá tudo certo! Creia mais em você!

Beijos!

Amor feito Poesia disse...

""(...) Deveria chamar-te claridade
Pelo modo espontâneo
Franco e aberto
Com que encheste de cor o mundo escuro..."

...(Vinicius de Moraes)"


Beijos perfumados prá voce!! M@ria

Assis Freitas disse...

aprender o desapego é um exercício da existência, as coisas fluem em seu curso


beijo

Valter Montani disse...

A gente passa a vida inteira tentando acumular muitas coisas que não poderemos levar e deixamos de curtir os sentimentos verdadeiros que na alma irão se perpetuar.

Querida Insana, passei para lhe desejar um bom fim de semana e feriadão, bjs

"Na suavidade das cores e textura de uma flor que com delicadeza espalha seu aroma sedutor,manifesta-se de forma natural uma mágica beleza
encontrada igualmente nos seres plenos de amor."

Valter Montani

Pedrasnuas disse...

NÃO TROUXE ESPÍRITO PARA LER...APENAS QUERO CUMPRIMENTAR-TE...MUITO BREVEMENTE VIREI CÁ ...

UM ABRAÇO E UM BEIJO

Paulo Braccini disse...

Intenso ... a palavra q define é DESAPEGO ...


lindo e forte

bjux

;-)

Srtª Vihh disse...

Eu tbm treino o desapego...
:]
lindo, querida!

poetaeusou . . . disse...

*
a vontade de desgostar,
ou não . . .
,
brisas serenas,
deixo,
,
*

Mary Jo disse...

Treinar o desapego é como forrar o coração ao que supostamente é natural...
É como desligar o interruptor para de seguida voltar a ligar com outro tom de luz. Difícil para o ser humano quando se lida com emoções.

bj

Machado de Carlos disse...

Um texto característico de momentos que a psicologia explica. Belo texto, cheio de verdades. Quando alguém nos é importante, este alguém nos faz falta, mas caso contrário, será uma gentileza fatal que haja o corte umbilical.
Agradeço, profundamente pela sua companhia, muito importante entre os nossos blogs.
Beijos!...

Jorge Pimenta disse...

que o riacho siga o seu curso para além das estações...
um beijo!

Andradarte disse...

Concordo...é assim mesmo..para a frente
é que é o caminho....
Beijo

Everson Russo disse...

Muito interessante,,,a vida tem que ser assim mesmo,,,se não deu,,,não era o que esperava,,,fila anda,,,vida que segue,,,a felicidade ta esperando em algum lugar....beijos de bom final de seman.

Lou Albergaria disse...

Gostei muito do seu texto!

Infelizmente, não é tão fácil para mim praticar o desapego.

Mas vou continuar tentando.

você está certíssima: esquecer quem nos faz mal é sempre a melhor pedida.

Tenha um lindo final de semana!!!

Beijo!!!

poetik disse...

Sussurar aqui parece quase vago de tanto sussuro, no entanto arrisco,aqui,tambem eu uma lágrima sem susurro que seja...


bjs

Mahria disse...

Treinar o desapego é bom e continuar sorrindo, melhor ainda.



Bjs
Mah

Arkk disse...

Desapegando sem desapegar
é iguala perder e ganhar ao mesmo tempo
Desapegue de tudo!
Mais ganhe a experiencia!
e assim
Tudo certo
=DDDD!

Paulo Tamburro disse...

Fundiu-se neste seu texto a apoteose da descontinuidade, o segredo do re-partir, e o mágico encantamento de ser livre por opção, de destruir o passado e parte do presente, para reconstruir à partir disto, o futuro.

Não estou sendo nada original, Karl Marx pensou assim, muito antes.

O seu "desgostar" está efetivamente, ligado a uma propositada ação lógica de romper conscientemente, com as improbabilidades do hoje, apostando que a mudança é factível.

É exatamente, isto: você altera a qualidade da sua matéria existencial, pela excessiva quantidade acumulada de experiências não-gratificantes.

Chamamos a isto de Mudança!

E todo processo de mudança humano e suscetível de uma boa dose de radicalização.

Talvez uma leitura desatenta do seu texto , possa ser visto como uma "pirraça" existencial, quando na verdade, você usou da lógica objetiva dos fatos para demostrar exatamente, o contrário.

Renuncia ao direito de chramingar o leite derramado, para recosntruir o desejável.

Afasta as lamúrias, estresses, angústias e quadros psiquicos de depressão e que induzem a algumas patologias orgânicas , através de um processo de conversão, muito mais evidentes nos quadros histéricos.

Não ví, nenhum sintoma clássico de intolerância, no seu "desgostar".

Ví sim, uma atitude absolutamente, parecida, com aquela que a própria natureza, consegue efetivar, quando se transmuta, ensinando-nos a caminho das pedras.

Eu identifiquei , claramente, que você tal qual a natureza impõe a lagarta , que ela desabilite seu casulo como habitat, e ceda lugar a transmutação da magia da transformação e nascimento da borboleta.

Entendi desta forma, ou seja,você extamente,como faz a natureza acredita e aposta na sua capacidade de sair do casulo e da prisão existencial dos seus sentimentos, para libertando-se poder voar acima daquela antiga situação pouco gratificante.

É assim que fazem as borboletas.

É assim que elas nascem das lagartas,que deixam seus casulos.

É assim que você "desgosta".

Um abração carioca.

Socorro disse...

Não deixe a vontade passar, curta o momento!

Beijos...

Juan Moravagine Carneiro disse...

Sempre em frente...

posso usar este texto no Rembrandt?

Vento disse...

Todas as manhã renascemos para a vida...
um novo sentir
um novo desejo
há tanto por viver...

Beijo

Holly disse...

Pois é, desapegar é preciso,

beijos e boa sorte!

Vera disse...

Boa tarde
Assim tenho tentado sentir: "...Aquela pessoa era só mais uma pessoa, já que não existem príncipes e princesas o encanto uma hora acaba."
E assim vou seguindo...fingindo que o esqueci!
Beijosss

Nilson Barcelli disse...

Mulher pragmática, realista, com os pés no chão. Insana? Penso que não...

Obrigado pela sua visita, volte sempre.

Um beijo.

Brisa disse...

Viver
Cada momento intensamente

Bj.

O Árabe disse...

Treinar o desapego é necessário, sim. Porque o apego vem naturalmente, e é assim que se vai. :) Gostei... belo espaço. Bom fim de semana!

Phoenix disse...

Adorei o texto.."treinar o desapego"..isso é sempre necessário quando alguém nos decide abandonar, mas também acho que não podemos treinar isso em demasia..há que amar como se fosse para sempre, mesmo que a queda seja maior. beijo, vou seguir :)**

sonho disse...

Por vezes temos que deixar a emoção de lado...e deixar reinar a razão...mas nem sempre é facil por em pratica...esse desapego...
Beijo d'anjo