Quem sou eu

Minha foto
Mulher feminina autentica, Não tenho a intenção de me esconder somente não vou me poupar de palavras .

terça-feira, 27 de março de 2012

Ponto e virgula

Uma virgula esquecida, uma pontuação fora de lugar...
É o que basta para que o sentido seja mudado...
Entre a virgula e a próxima palavra tem uma respiração sutil, entre o ponto e o recomeço tem o termino do pensamento para que se recomece outro...
Sem isto...
Tudo muda...
Muda o que se entende...

E quem escreve se torna um incompreendido que sem a razão de choramingar só lamenta as faltas...

Nem adianta a quem ler tentar se colocar no lugar de quem escreve...
Os sentimentos nas palavras não ficam piscando...
Não é como ver um filme onde se ver a expressão de quem fala...
No filme fica nítido no o olhar, no tom de voz...

Quando o escritor escreve algo sobre o que ler de alguém "comenta um texto"...
É ai que precisa de todos os pontos virgulas e acentos...

Foi na euforia do sentimento de desejar a felicidade se engolir algumas virgulas, pula uns pontos, e tropeça nas palavras... Sem o direito de choramingar fica o lamento do fato com dor...

"Quando se escreve fica as letras
Quando se fala fica o sentimento."
Insana

7 comentários:

Everson Russo disse...

Realmente uma pontuação muda o sentido das coisas, do amor, dos sentimentos, da alma, dos desejos...deixa os versos menos intensos...beijos de lindo dia pra ti amiga..

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

É verdade.
Comentar,
escrever,
exige calma.
Digerir lentamente
o que se lê,
e escrever cuidadosamente
o que se pensa.


Que haja sempre perfume
de sonhos em tua vida.

Tato disse...

Antes de sermos bons escritores, devemos ser bons leitores.
É lindo conseguir vivenciar tudo o que o autor diz, se ver nas palavras e entrar nesse mundo, que não é seu mas, passa a ser.

Fiquei apaixonado pelo seu texto. Lindo, mesmo!

um beijo!

Vanessa Souza Moraes disse...

Uma vírgula muda tudo.

Fê-blue bird disse...

Amiga tenho saudades tuas, estás bem?
Espero que a tua ausência seja uma vírgula e não um ponto final.


beijinhos

O Hospicio... disse...

oieee passando pra deixa um OIzinho... seu blog continua lindo parabéns!

O Profeta disse...

Um sótão cheio de lembranças
Escrevi no pó palavras sem nexo
Retirei uma cartola de uma caixa de cartão
E senti ao toque o poder da ilusão

Ilusões…
Um cavalo de pau perdido ao carrocel
Uma estola de um bicho qualquer
Uma escultura talhada a cisel

Uma foto a preto e branco
De uma mulher sem rosto
Uma janela virada para nenhum lado
Uma traquitana a imitar o sol-posto
Terno abraço